sexta-feira, 22 de maio de 2009

FISIOTERAPIA NA PLATAFORMA VIBRATÓRIA (Whole Body Vibration)

O conceito do fortalecimento muscular e ósseo através do estimulo muscular por vibração foi desenvolvido em 1974 pelos cientistas Russos (Nasarov e Issurin) para a reabilitação dos cosmonautas. Por muitos anos foi um dos segredos do bom desempenho de seus atletas Olímpicos.
Nos últimos 30 anos, pesquisas científicas sobre os efeitos locais da tecnologia vibratória assim como os da Vibração Integral do Corpo (Whole Body Vibration) estão sendo realizadas (Itália, Israel, EUA, Reino Unido, Bélgica, Alemanha, Holanda, Finlândia e Brasil) e suas conclusões têm sido e vão continuar a ser publicados nos mais importantes periódicos e revistas científicas.
PRINCIPAIS INDICAÇÕES EM FISIOTERAPIA
  • Prevenção e tratamento da osteoporose
  • Fibromialgia , Esclerose múltipla
  • Reumatismo e outras doenças ósseas e articulares,(tratamento da dor e rigidez articular)
  • Prevenção da LER/Dort
  • Melhora a coordenação muscular e equilíbrio
  • Regeneração do tecido cartilaginoso
  • Aumento da massa muscular e diminuição da gordura corporal
  • Drenagem linfática (diminui celulite, gordura localizada)
  • Tratamento de veias varicosas

PESQUISAS CIENTÍFICAS (algmas considerações importantes)

  • Redução da pressão arterial (Pneumex and S. Sordorff. PT, Sandpoint, Idaho)
  • Diminuição de lombalgias (Acta Physiologica Hungarica. 2003; 90(3):195-206)
  • Aumento da densidade óssea (+1,51%) (Verscheuren, S.M.P. et al. International Journal Sports Medicine 2004 Jan; 25(1):1-5)
  • Melhoria da circulação sanguínea (J. Kelderman, Groningen College of Higher Education, 2001)
  • Tratamento eficaz para a osteoporose (Spine. 2003 Dec 1; 28(23):2621-7) ; (Acta Physiologica Hungarica. 2003; 90(3):195-206); (Verscheuren, S.M.P. et al. International Journal Sports Medicine 2004 Jan; 25(1):1-5)
  • A terapia vibracional é em alguns casos alternativa à cirurgia (Journal of Rehabilitation Medicine. 2003 Nov; 35(6):249-53)
  • No Departamento de Engenharia Biomédica da Universidade do Estado de Nova Iorque, seguindo um tratamento realizado com uma plataforma vibratória a seis pessoas que sofriam de osteporose, provou-se que a tecnologia vibracional pode ter um papel chave no tratamento biomédico desta terrível doença. O Departamento de Ciências Biomédicas de Aberdeen, na Escócia, chegou à mesma conclusão. Concluíram que a terapia vibracional é um bom método terapêutico para tratar a osteoporose. (Spine. 2003 Dec 1; 28(23):2621-7) (Acta Physiologica Hungarica. 2003; 90(3):195-206)
  • Durante um período de seis meses, S.M.P.Verscheuren pesquisou os efeitos da Whole Body Vibration (Vibração Integral do Corpo) sobre a densidade óssea dos seus pacientes que sofriam de osteoporose. Estudos anteriores indicaram que certas medicinas podem desacelerar a diminuição da densidade óssea, mas nunca foram descobertas evidências de uma terapia que conseguisse reverter o processo degenerativo. Verscheuren provou que a densidade óssea aumentou em 1,51% depois da realização de tratamentos com uma plataforma vibratória. (Verscheuren, S.M.P. et al. International Journal of Sports Medicine 2004 Jan; 25(1):1-5)
  • Pesquisadores do Departamento de Ciências Biomédicas de Aberdeen levaram a cabo um estudo intensivo sobre a Vibração Integral Corporal. Concluíram que a utlização de tecnologia vibratória é uma forma eficaz de terapia não farmacêutica de aliviar as dores da zona inferior das costas. (Acta Physiologica Hungarica. 2003; 90(3):195-206)

  • O Departamento de Neurologia Cognitiva da Universidade de Tubingen, na Alemanha, utilizou uma plataforma vibratória para tratar seis pacientes que sofriam de problemas físicos derivados de AVC que lhes atingira a metade direita do cérebro. Esta revelou-se uma terapia eficaz que apresentou a grande vantagem de tornar desnecessária algumasintervenções cirúrgicas. (Journal of Rehabilitation Medicine. 2003 Nov; 35(6):249-53)
  • Um estudo conduzido no College of Higher Education em Groningen, indicou que a terapia vibracional oferece ao sistema circulatório melhorias mais significativas do que a terapia convencional. (J. Kelderman, Groningen College of Higher Education, 2001)
  • Em Idaho, nos E.U.A., S. Sordoff levou a cabo uma experiência “encomendada” pela Pneumex sobre os efeitos da utilização de uma plataforma vibratória sobre alguns indicadores do metabolismo humano. Depois do tratamento com este aparelho a pressão arterial dos utilizadores desta estava claramente mais baixa que a do grupo de controle. (Pneumex and S. Sordorff. PT, Sandpoint, Idaho)

PERGUNTAS FREQUENTES:

  1. Pode-se prevenir e/ou tratar varizes com a ajuda de uma plataforma vibratória? As varizes ocorrem porque as válvulas que existem nas veias, cuja função é evitar o refluxo sanguíneo, não estão a ser eficazes e deixam que o sangue, devido à força da gravidade, se vá escapando para as suas porções inferiores. Estas veias servem para o sangue venoso retornar ao coração e quando lesionadas, para além do mal-estar que causam, não funcionam com eficácia desejada. O treino com uma plataforma vibratória, particularmente os exercícios dinâmicos, estimulam esta circulação.
  2. O treino com a plataforma vibratória estimula a produção de hormônios regeneradores? Grande parte das funções corporais são reguladas por hormônios. Estas começam, aceleram e desaceleram processos orgânicos. As hormônios regeneradoras ocorrem naturalmente no organismo humano. Vários tipos de esforço físico, como musculação, estimulam a produção destas hormônios e o nosso corpo beneficia com isso porque estas permitem uma recuperação do esforço mais rápida. No treino vibracional a degeneração da proteína muscular (que reduz a velocidade da recuperação) é menor do que no treino convencional. E por isto a recuperação é mais rápida e o resultado final melhor.
  3. Quem não pode utilizar uma plataforma vibratória? Nem sempre é possível usar livremente a tecnologia vibratória. O seu uso direto não é aconselhável se sofrer de uma ou mais destas condições: trombose aguda; doenças graves do foro cardio-vascular; ferimentos resultantes de intervenções cirúrgicas recentes; articulações ou qualquer outra parte do corpo artificiais; pino, parafuso ou outro fixador colocados recentemente; hérnia, discopatia ou espondilose graves; diabetes (com gravidade); epilepsia; infecções recentes; enxaqueca grave; tumores; contraceptivo intra-uterino colocado recentemente; gravidez. PORTANTO, A AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA DEVE SER MINUCIOSA.
  4. Eu gostaria de experimentar a plataforma mas tenho osteoartrite. O que devo fazer? Osteoartrite ou artrite é uma doença degenerativa das articulações progressiva. A cartilagem destas decresce em quantidade e qualidade continuamente e por isso qualquer esforço passa a ser directamente recepcionado pelos próprio ossos. O exercício físico assegura que o agravamento da situação seja mais lento. O trabalho numa plataforma vibratória pode levar a uma redução nas dores. A cartilagem é estimulada a beber os fluídos articulares circundantes que assim facilitam a absorção de forças produzidas por esforços vindos do exterior do corpo. Com osteoartrite é importante não exigir muito esforço ao corpo. A plataforma vibratória possibilita, através do controlo da intensidade e frequência das vibrações, regular a carga de treino a aplicar da forma mais adequada.

Fonte: www.plav.biz








Nenhum comentário: